https://rgne.org.br/index.php/home/issue/feed Revista de Gestão e Negócios do Esporte 2024-04-02T14:08:50-03:00 Leandro Mazzei lemazzei@unicamp.br Open Journal Systems <p><strong>A Revista de Gestão e Negócios do Esporte (RGNE) </strong><span style="font-weight: 400;">é uma publicação da </span><a href="http://www.abragesp.org.br/"><strong>Associação Brasileira de Gestão do Esporte (Abragesp)</strong></a><strong>, </strong><span style="font-weight: 400;">com o apoio da</span> <a href="http://www.fia.com.br/"><strong>Fundação Instituto de Administração (FIA)</strong></a><span style="font-weight: 400;">, voltada para a produção e disseminação do conhecimento da Gestão do Esporte e os diversos temas relacionados à esta área.</span></p> <p><a href="http://revistagestaodoesporte.com.br" target="_blank" rel="noopener"><span style="font-weight: 400;">Acessar edições anteriores, cique aqui.</span></a></p> https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/126 Retomada 2024-03-28T22:55:06-03:00 Leandro Carlos Mazzei lemazzei@unicamp.br <p><strong>Editorial</strong><br><br><strong>Caros leitores e interessados na Gestão do Esporte,</strong><br><br>Com muita satisfação, lançamos o primeiro número de uma retomada da Revista de Gestão e Negócios do Esporte (RGNE). O esforço continua grande, mas ele é essencial para que a área da Gestão do Esporte tenha a divulgação e disseminação de conhecimento técnico-científico através de uma revista específica e especializada.<br><br>Específica, pois a RGNE &nbsp;é uma revista que tem a Gestão do Esporte como tema central. A Gestão do Esporte é uma área de conhecimento (científica e prática) que abrange as ações gerenciais relacionadas às diferentes manifestações esportivas (educacional, formação, participação e rendimento), todas as estruturas organizacionais, processos gerenciais e administrativos relacionados ao Fenômeno Esporte e sua Indústria.<br><br>Especializada porque a RGNE é uma publicação da Associação Brasileira de Gestão do Esporte (Abragesp), com o apoio da Fundação Instituto de Administração (FIA), voltada para a produção e disseminação do conhecimento da Gestão do Esporte e os diversos temas relacionados à esta área.<br><br>Destaca-se que, a partir de 2022 a RGNE passa a ter o sistema o Open Journal Systems (versão 3.3.0.9), sistema open source, preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.<br><br>Para este número, teremos um conjunto de relatos de experiência relacionados com os principais grupos de pesquisa em Gestão do Esporte do Brasil. Textos extremamente interessantes e ricos quanto à produção científica da área no país.<br><br>Ótima leitura a todos,<br><br><strong>Prof. Dr. Leandro Mazzei</strong><br>Editor Chefe<br>Universidade Estadual de Campinas - Brasil</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/115 GEPAE, os primeiros 20 anos de atuação na gestão do esporte 2024-03-18T16:25:18-03:00 Flávia da Cunha Bastos flaviacb@usp.br <p>O processo de criação do GEPAE se confunde com a trajetória da docente líder na Escola de Educação Física.&nbsp; Este artigo tem como objetivo realizar um registro e relato das principais atividades desenvolvidas pelo grupo. Fundado em 2003, realizou eventos científicos internos, nacionais e internacionais. Tem registro no CNPq e promoveu cursos e workshops, abertos a interessados de diferentes áreas. Mantém atividades de formação (iniciação científica, mestrado e doutorado), com 11 Mestres e 3 Doutores formados, além de alunos de Iniciação Científica e Monografias de Graduação. Em relação à difusão, a produção se manifesta em termos de publicação de artigos, capítulos de livro e livros sobre a área. Completou 20 anos em 2023.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/116 Explorando as Fronteiras da Inteligência Esportiva: Uma Análise do Instituto de Pesquisa em Inteligência Esportiva 2024-03-18T16:25:34-03:00 Fernando Marinho Mezzadri mezzadri@ufpr.br Gustavo Bavaresco gustavobava@gmail.com João Victor Moretti de Souza joaomoretti@ufpr.br Kaio Julio Zamboni kaiojulio1997@gmail.com Marcelo Oliveira Leite marcelo.leite@ufpr.br <p>No mundo atual, o esporte causa um impacto direto e indireto na sociedade, além disso, observa-se a busca na geração de dados e informações gerando inúmeras possibilidades tanto para o meio acadêmico quanto para a sociedade. Evidentemente, a contínua expansão da informação pode criar aspectos positivos e negativos a depender do modo que esta informação é tratada. Neste sentido, cuidar e avaliar as fontes de informação são alternativas às soluções ortodoxas que podem ocasionar em alguns casos problemas de interpretação. Observado que no esporte ainda pode existir a falácia do senso comum, é importante observar que com a informação certa no momento certo pode gerar por modificações da sociedade para um sistema passível de melhoramento e discussão aprofundada do esporte. O empenho em analisar dados e informações passa por certas dificuldades e estende o alcance e a importância do retorno esperado a longo prazo, baseado na lacuna da coleta de informações e sistematização de tais dados no cenário brasileiro. A nível organizacional, a informação passa a ser uma estrutura que o esporte pode utilizar para facilitar a criação dos conhecimentos estratégicos para fim de atingir a excelência, cientes da importância da gestão no desenvolvimento do esporte como uma área relevante para a sociedade de maneira geral. Desta forma, diante do crescimento do esporte brasileiro e suas políticas públicas o Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (IPIE) teve suas origens com um esforço colaborativo entre a Universidade Federal do Paraná e a Secretária Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte no ano de 2013. Esta parceria teve como objetivo produzir, aglutinar, sistematizar, analisar e difundir informações sobre o esporte de alto rendimento no Brasil e analisar as políticas públicas para o esporte de alto rendimento. O IPIE representa uma iniciativa de sistematizar dados referentes ao esporte com intuito de contribuir em programas esportivos, assim como balizar os grupos interessados com informações que possam ser utilizadas para a avaliação, alteração e criação de novas políticas esportivas, baseados em bancos de dados sobre o esporte nacional, construídos de forma robusta e sistematizada, além de ações desenvolvidas em busca do aprimoramento da gestão esportiva no país. Neste sentido, apresentamos uma breve história do Instituto, seus integrantes e seus projetos desenvolvidos nos últimos 10 anos de criação, bem como uma breve visão dos próximos passos a serem dados pelo IPIE para a continuidade do trabalho realizado, voltado para o suporte ao esporte nacional, visando o aprimoramento da área no Brasil</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/117 Grupo de Pesquisa em Esporte e Gestão – GEquip ESEF/UPE: Um relato de experiência 2024-03-18T16:27:09-03:00 Carlos Augusto Mulatinho carlos.mulatinho@upe.br Yves Miranda yves.miranda@upe.br Marcos Barros Filho marcos.barrosf@hotmail.com Jorge Eduardo Maciel Gonçalves da Silva jorge.edu.maciel@gmail.com <p>A gestão do esporte, é uma área em constante evolução, desempenha um papel crucial na eficiência e sucesso das organizações esportivas. A pesquisa nessa área é fundamental para compreender dinâmicas complexas, promover inovações e capacitar profissionais a enfrentar os desafios em um cenário esportivo em constante transformação. Neste sentido, o Grupo de Pesquisa em Esporte e Gestão (GEquip) da Escola Superior de Educação Física da Universidade de Pernambuco (ESEF/UPE) foi fundado em 2014 como resposta à crescente complexidade na gestão esportiva, aproveitando o cenário brasileiro de mega eventos esportivos da época. Inicialmente focado na caracterização de gestores esportivos, o GEquip transitou para a perspectiva do consumidor esportivo a partir de 2018, preenchendo lacunas de pesquisa em níveis local e nacional. Liderado pelos professores Carlos Augusto Mulatinho de Queiroz Pedroso e Vera Lucia Samico Rocha, o grupo se consolidou como referência regional e nacional em pesquisas sobre a gestão do esporte. Participações em congressos nacionais e internacionais, assim como publicações em revistas científicas, destacam as realizações do grupo, incluindo premiações relevantes em congressos brasileiros de gestão esportiva. Projetando o futuro, o GEquip busca ampliar parcerias internacionais e com organizações esportivas, visando pesquisas abrangentes e troca de conhecimentos. O credenciamento de docentes em Programas de Stricto Sensu e aprofundamento em pesquisas sobre novas tecnologias aplicadas à gestão esportiva são metas destacadas. O grupo enxerga o futuro como oportunidade de expansão, aprimoramento e impacto positivo na gestão esportiva, mantendo o compromisso com inovação, colaboração e formação de profissionais competentes.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/119 GERE – Grupo de Pesquisa sobre gestão do esporte, lazer e saúde: uma história inicial 2024-03-18T16:27:28-03:00 Giselle Tavares giselleht@gmail.com <p><strong>Objetivos</strong>: Trata-se de um relato de experiência com o objetivo de presentar os processos de idealização, criação e desenvolvimento de ações do GERE – Grupo de Pesquisa em Gestão do Esporte, Lazer e Saúde, vinculado à Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Federal de Uberlândia (FAEFI-UFU). <strong>Metodologia</strong>: Metodologicamente o artigo descritivo, constituído por uma linha do tempo de constituição do grupo, relatando: idealização de grupo, as perceptivas teóricas, projetos realizados, parcerias, pessoas e realizações. <strong>Resultados e discussão</strong>: Como principais resultados, destaca-se as dificuldades iniciais de estabelecimento de um novo campo de estudos em universidades do interior do Brasil, bem como, a importância da realização de parcerias internas e externas à instituição de ensino para fomentar este processo. Além disso, observou-se como um diferencial a atuação do GERE no âmbito da indissociabilidade entre pesquisa, ensino e extensão e a participação ativa em associações científicas. <strong>Considerações Finais/Conclusão</strong>: A partir da experiência relatada foi possível evidenciar a importância do estabelecimento de grupos de pesquisas para o desenvolvimento do campo da Gestão do Esporte no Brasil. Como perspectivas futuras, salienta-se a necessidade de investimento na internacionalização das atividades do grupo e a vinculação de seus membros à programas de pós-graduação strictu sensu.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/121 Sport.MaP: Grupo de Pesquisa em Gestão e Políticas do Esporte 2024-03-18T16:32:15-03:00 Leandro Carlos Mazzei lemazzei@unicamp.br Cacilda Mendes dos Santos Amaral cacildam@unicamp.br <p>O Grupo de Pesquisa em Gestão e Políticas do Esporte, denominado Sport.MaP, foi criado em 2017 na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da UNICAMP num ambiente de promoção do ensino, da pesquisa e da extensão, por meio de conhecimento interdisciplinar. O Sport.MaP tem como missão aprofundar, desenvolver e disseminar ensino, pesquisa e extensão nas diferentes áreas temáticas relacionadas à Gestão do Esporte, e possui duas linhas de pesquisa: “Gestão do Esporte” e “Políticas do Esporte”. Em seu histórico, conta em média com 2 pesquisadores, 8 alunos de pós-graduação e aproximadamente 20 alunos de graduação em sua composição. Os egressos do Sport.MaP tem conseguido posições de trabalho em importantes organizações esportivas do Brasil (entre clubes, confederações, órgãos públicos e programas de pós-graduação stricto sensu no âmbito acadêmico). As atividades do grupo se destacam tanto no âmbito da pesquisa, como também da extensão e ensino, e estão relacionadas à: Organização de eventos; Cursos de Extensão; Projeto de extensão; Convênios; Orientações – graduação e pós-graduação; Produção científica; e Prêmios e títulos. No que diz respeito aos eventos organizados, destaca-se a realização do evento de corrida de rua “Volta da FCA”; em Convênios, estão em vigor parcerias com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) e a Organização Desportiva Pan-Americana (<em>PANAM SPORTS</em>) para a realização de capacitação e qualificação de profissionais da gestão do esporte em clubes e a realização de pesquisas no âmbito da gestão do esporte no continente. Ainda destaque para a participação do Sport.MaP em eventos e prêmios acadêmicos. Em termos de projeções para o futuro, o grupo de estudos Sport.MaP tem como objetivo se organizar em formato de Laboratório, a fim de compor o Centro de Pesquisa em Ciências do Espore (CEPECE) da FCA, com dando destaque e protagonismo à Gestão do Esporte no CEPECE. Ainda se pretende a expansão de atuação na extensão, com a proposta de projeto que atenda a comunidade nas práticas de caminhada e corrida e que se integre com o evento “Volta FCA: Desafio 2 horas”, que irá para sua terceira edição em 2024. Ainda a proposta de oferecimento do Curso de Pós-Graduação em Gestão do Esporte em Clubes, no âmbito do convênio estabelecido com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC). Considerando que a Gestão do Esporte no Brasil ainda carece de recursos humanos qualificados e com capacidade de propor mudança em nossas organizações esportivas, e conteúdo que possam subsidiar tomadas decisões embasadas em conhecimento cientifico bem estruturado e disponível, o Sport.MaP se propõem a continuar seu trabalho, formando pessoas, produzindo conhecimento e sendo um Laboratório de experiências na Gestão do Esporte.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/122 Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Públicas de Esporte e Lazer (GEPPOL): Trajetória, influências e perspectivas 2024-03-18T16:29:44-03:00 Edson Hirata chinahirata@gmail.com Fernando Augusto Starepravo fernando.starepravo@hotmail.com <p>O objetivo deste artigo é apresentar a trajetória do Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas de Esporte e Lazer (GEPPOL) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) por meio da exposição de seus interesses de estudo, dos principais referenciais teóricos, dos membros integrantes e suas respectivas publicações científicas e das atividades desenvolvidas ao longo de sua existência. Priorizou-se as ações que tenham relação direta e indireta com a área da Gestão do Esporte, embora o grupo tenha atividades em outras áreas de estudo. Os dados foram obtidos no currículo lattes do líder do grupo, Professor Doutor Fernando Augusto Starepravo e dos membros do GEPPOL e no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil da Plataforma Lattes/CNPq.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte https://rgne.org.br/index.php/home/article/view/125 Gestão do esporte e do lazer na PUC Minas: relato do desenvolvimento do Grupo de Estudos em Gestão das Práticas Corporais 2024-03-28T15:22:28-03:00 Daniel Marangon Duffles Teixeira profdanielpucminas@gmail.com <p>O objetivo deste texto é apresentar o surgimento e o desenvolvimento do Grupo de Estudos em Gestão das Práticas Corporais GESPRAC) do Departamento de Educação Física (DEF) , da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC MINAS). Trata-se de um relato de experiência organizado em três partes. Na introdução, é apresentado o processo de criação e constituição do grupo, bem como dados históricos e a abordagem adotada em relação á gestão do esporte como objeto de estudo. Da gestão do Complexo Esportivo (CE) da universidade, passando pela criação do DEF e dos cursos de Licenciatura e Bacharelado, pelo surgimento do Centro de Estudos em Educação Física, Esporte e Lazer (CEEFEL) e pela efetivação do GESPRAC. Quanto à abordagem, o grupo assume como objeto de estudo a gestão das práticas corporais e sua vinculação, importante, mas não exclusiva, com a Educação Física como área de conhecimento e profissão regulamentada. Assume também a gestão como uma dimensão da atuação na profissão, conforme a Lei 9696 de 1998. Em Pessoas e realizações, são apresentadas pesquisadoras de referência para o desenvolvimento do grupo e algumas das ações, ações mais relevantes, destacando-se a curricularização da Gestão do Esporte e do Lazer na universidade, com a departamentalização, as disciplinas, os estágios, os projetos de extensão, o curso de especialização, as pesquisas e as publicações. Em relação às pesquisas, são apresentadas as mais importantes divididas em três grupos. Aquelas desenvolvidas no âmbito do CEEFEL, as compartilhadas com outros grupos de estudos e as desenvolvidas exclusivamente pelo GESPRAC. Também trata de sua inserção na Associação Brasileira de Gestão do Esporte (ABRAGESP)e de sua participação no Congresso Brasileiro de Gestão do Esporte (CBGE) a partir da edição de 2017. Em projeções para o futuro, são identificados desafios amplos em relação ao campo da gestão do esporte e do lazer no país e, como o crescimento da ABRAGESP e do CBGE, assim como a formação de novos(as) pesquisadores(as) e a qualificação dos (as) gestores(as) da área. No âmbito institucional, são apresentados os desafios de aumentar a participação de alunos de graduação, especialmente das mulheres, da maior sistematização das oportunidades de estágio e projetos de extensão, assim como de aproximação com outros departamentos que também estudam ou que podem contribuir com os estudos sobre a gestão do esporte e do lazer, como a Administração, o Direito, a Computação e a Comunicação. São os desafios que devem merecer a atenção do grupo para os próximos anos.</p> 2024-03-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Revista de Gestão e Negócios do Esporte